segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

QUANDO A ESTUPIDEZ SE FAZ CERTEZA

"A vida é minha, ninguém tem nada a ver com isso!" - Garantia, alto e bom som, perante a mãe que chorava e a directora de turma que pasmava. Só tem 14 anos, já soma retenções, e as aulas são uma seca sempre, a vida é só dela e, do futuro a haver, só ela tem de dar conta. Em vez de ir para a aula, vai para o café próximo, porque tem coisas para falar com os amigos que são bué fixes. A mãe pergunta aos céus onde errou, o pai faz cara de mau, a directora de turma tenta o diálogo desesperado. Não quer estudar, nada há de interessante na escola, não a assusta a hipótese de não conseguir um emprego porque, diz segura e antipática, para ter um emprego como o da mãe, mais vale não ter emprego nenhum... A razão esbarra contra a teimosia idiota. O que pode a Escola, a sociedade, numa situação assim?! Desespero!

3 comentários:

  1. Luisa, realmente não sei quem poderá responder! O caso dessa menina tem raízes em muitos anos atrás. Há que preparar a adolescência, mas também acredito que a maioria dos pais não tem essa visão. A certa altura os pais já não sabem o que fazer. Se se trata de acordarem logo com mau humor há que ter paciência, "torná-los transparentes"e esperar que passe! Agora quando implica rejeição à escola o caso muda de figura e não sei mesmo qual é a solução!

    p.s. Mesmo passados tantos anos ainda não consigo ficar indiferente a estas situações!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dalma, Bem sei que compreende a angústia que eu vivo...

      Eliminar
  2. Bem..., pelo menos , apesar de ser petulante e malcriada para os pais, já aprendeu que, a vida É DELA!!
    Há muita gente, dado que o mundo está virado de pernas para o ar, que até duvida da posse da sua própria vida ... !!
    Estamos no fim do mundo...a criançada precisa de umas valentes lambadas de vez em quando. Ou será que os pais também precisarão?! ...

    ResponderEliminar