terça-feira, 11 de dezembro de 2012

A lareira

Faz-se um lume grande. Colocam-se os madeiros mais grossos atrás, os chamiços à frente, as pinhas que estalam e risca-se o fósforo. Depois, é ver crescer  a chama. Aos poucos, tremelicando entre o azul e o laranja, vai ganhando força e dando calor. Gosto de olhar o fogo, de chegar as mãos que aqueço nestes dias gelados. Gosto da hesitação e, depois, da força imensa. Às vezes, é preciso fazer assim: - parar, hesitar, pensar, escolher e avançar com força e decisão!

4 comentários:

  1. Sinto aqui esse calor da lareira. Será possível?
    João

    ResponderEliminar
  2. Hummmmm... quentinho bom!
    Ana s.

    ResponderEliminar
  3. E uma boa companhia para ajudar a passar o serão, não?!

    Miguel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. um bom vinho do porto e um bom livro ...?

      Eliminar